1 de mai de 2013

ALAYLM: Capítulo 6 - Tell me what I wanna hear


Meu estomago revirava como se milhares de borboletas voavam livremente dentro dele.

– Ótimo. – Percebi que ele estava proximo de mim quando senti seu hálito de menta polar invadir minhas narinas. – Sua vez de me surpreender Katy. – Ele passou as costas de sua mão levemente pelo meu rosto.

Passei meus braços ao redor de seu pescoço o puxando ainda mais para mim, se é que isso fosse possível. Ele pressionou seus lábios levemente contra os meus, havia um certo desejo nesse beijo leve mas intenso. Nossas línguas não estavam em uma batalha, e muito menos em uma dança, não haviam palavras para descrever, mas faz tempo que eu não recebia um beijo tão bom assim. Justin parou o beijo e eu soltei um suspiro, ele selou meus lábios novamente, foi apenas um selinho, mas as borboletas no meu estomago estavam cada vez mais descontroladas.

– Você me surpreendeu Katy. – Ele imitou o meu tom de voz ao me referir a ele na mesma frase me fazendo rir.

– Tenho certeza que sim. – Respondi convencida.

– Olha. – Ele se sentou voltando sua atenção novamente ao céu. – Quase iamos perdendo.

Quando me virei, percebi que o sol estava quase se pondo, o céu estava em tons de azul e laranja, não era uma combinação, mas soava melhor que uma, havia algumas nuvens formando perfeitos anéis. Me sentei ao lado de Justin apoiando minha cabeça em seus ombros, observamos tudo em absoluto silencio mais com um lindo sorriso no rosto.

– Uau. – Quebrei o silencio.

Justin riu fraco mas não me respondeu, era como se procurasse as palavras.

– Justin? – Ele se distraiu voltando sua atenção para mim.

– Oque?

– Nada.

– Pode falar. – Ele insistiu.

– É sério, não é nada. – Katheryn sua idiota eu me odeio, voltei a observar o sol.

– Katy? – Justin me fez voltar minha atenção para ele. – Oque foi aquilo hoje mais cedo?

– Aquilo hoje mais cedo? – Perguntei me fazendo de desentendida.

– É, a sua crise de ciúmes. – Ele riu.

– Aquilo não foi uma crise de ciúmes. – O repreendi.

– Aé, então foi oque?

– Foi... – Ok, oque eu iria inventar agora? – eu só não acho certo aquele bando de oferecidas dando em cima de você e do Chris. – Gaguejei mais consegui terminar.

– Não acha certo? sei...

– Queria ver se fosse você no meu lugar. – Gesticulei com os dedos.

– Eu não deixaria um monte de marmanjos em cima da minha garota. – Sorri ao ouvir aquilo.

Perai, perai, eu to ficando louca ou ele disse "minha garota"? meu estomago começou a revirar novamente, minhas mãos estavam soadas  e eu estava em um nervosismo indescritível.

– Sua garota? – Forcei uma risada. – Desde quando sou a sua garota? – Ele riu.

– Sempre foi, quando eu coloquei os olhos em você já tive a certeza de que você seria minha. – Ele disse convencido.

– Não acha que está sonhando muito Bieber?

– Acho que você está louca por mim e deveria admitir isso. – Dessa vez, sua voz soou mais rouca, e ele se aproximava de mim novamente, ele quer me deixar louca ou?

– A unica coisa que eu vou admitir é que você está blefando. – Mordi meu lábio inferior.

– Estou? tem certeza? – Assenti com a cabeça. – Olha só você, está transbordando nervosismo. – Ele falou proxímos aos meus lábios, chegou a toca-los, mas não me beijou, e novamente, seu halito de menta polar estava presente em minhas narinas.

– Como vou saber que não sou mais uma em sua wishlist? – O nervosismo se multiplicou.

– Muito fácil Shawty... sabe por que? – Ele selou nossos lábios rapidamente.

– Por que? – Vamos, diga oque eu quero ouvir, torcia mentalmente.

– Por que você é a unica de toda ela Katy.

Haviam fogos de artificio em toda a minha mente, sorria de orelha a orelha e logo nos beijamos novamente. Nossos corpos estavam colados, nossas respirações ofegantes apenas em um ritmo, era impressionante oque aquele garoto fazia comigo, como ele fazia eu me sentir com seus beijos, com cada toque.


– Quer ir comer alguma coisa? – Ele se levantou.

– Pode ser. – Ele me deu as mãos para me ajudar a levantar.

O caminho foi o mais divertido, falamos besteira, cantamos com o som quase no ultimo volume e depois Justin me fez rir com suas piadas super sem graça que só ele ria, mas que me divertia bastante. 

– Coloca isso, e... acho que tá meio escuro pra você usar óculos escuros. – Ele me entregou sua jaqueta.

– Tudo bem, eu dou um jeito. – Peguei a jaqueta.

Vesti sua jaqueta, aonde parecia habitar seu cheiro. Levantei a gola e continuei com meus óculos escuros mesmo estando a noite. Entramos na lanchonete, ela não estava tão cheia, mas as pessoas não paravam de nos olhar, escolhemos a mesa e logo uma moça sorridente veio nos atender.

– Boa noite, sou Maria e vou atender vocês essa noite. – Ela era tão doce e simpática. – Vocês já sabem oque vão pedir?

Eu não tinha ideia do que queria comer, escolhi a primeira coisa que bati o olho no cardápio.

– Eu quero um cheese salada com bastante batata frita e uma coca cola.

– Sim. – Ela terminava de anotar o meu pedido. – E o senhor? 

– Eu vou querer o mesmo.

– Ok, o pedido de vocês ficara pronto daqui a alguns minutos. – Ela saiu para atender outros clientes.

– Justin. – Chamei sua atenção. – Você acha que estão me reconhecendo?

– Não – Ele riu. – Acho que estão estranhando o fato de você está de óculos escuros a essa hora. 

– Você gosta de pessoas te perseguindo e flashes? se gostar posso tirar os óculos agora.

– Não tudo bem, você está ótima assim. – Ele sorriu.

[...]

Sai do banho enrolada em uma toalha, já era a terceira ou quarta vez que meu celular dava alerta de mensagem. Peguei o mesmo que estava jogado na cama vibrando e abri as mensagens.

De: Justin 
As: 19:46
Não vai rolar mesmo de te ver hoje?

Sorri bobamente ao ler aquilo, havia falado no telefone com ele mais cedo e disse que não dava, hoje era o meu noivado, droga, o dia menos esperado por mim.

De: Katy
As: 19:47
Eu já te expliquei o por que de não, mas eu posso dar um jeito mais tarde.

De: Justin
As 19:47
Minha garota! 

Larguei o celular, e peguei minha roupa que estava em cima da cama. Me vesti e me calcei, depois escolhi jóias para complementar e me maquiei. Gostei da minha criação, e estava me sentindo linda usando tudo aquilo. 
  
– Katheryn! – Meu pai me chamava batendo na porta. – Está pronta? pretendo descer ainda hoje.

– Só um minuto. – Gritei me levantando.

Arrumei a bagunça que fiz rapidamente e abri a porta, meu pai me esperava com um largo sorriso.

– Você está linda minha filha.

– Obrigada. – Franzi a testa. – Pai, tem como você ir lá em baixo e dizer que houve um pequeno problema e que eu não vou poder descer hoje?

– Não. – Ele riu fraco. – Vamos, eu estou aqui com você. 

Meu pai estendeu seu braço para que eu o segurasse. Assim fiz e fomos assim até as escadarias do salão principal, aonde todos nós esperavam. Quando chegamos no topo da escadaria, todos olharam para nós, minha mãe sorria de orelha a orelha, Cody estava ao lado de seus pais no fim da escadaria a minha espera, eu queria que qualquer coisa me tirasse dali naquele momento. Os cliques começaram, alguns aplausos também, mas minha atenção parou ali em cima dele. Justin! Ele estava ao lado de uma mulher dos olhos claros, com uma bebida em sua mão e uma câmera em seu pescoço. Ele sussurrou sorrindo "Surpresa" e me lançou uma piscadela. Isso não vai dar certo.

– "Dando inicio ao noivado, a princesa Katheryn acaba de chegar no salão." 

Todos  começaram a aplaudir e eu forcei um sorriso chegando ao fim das escadas, Justin não sorria mais, ele analisava tudo incrédulo, me olhou e balançou a cabeça negativamente entregando a câmera para a mulher de olhos claros e deixando o salão rapidamente. 

– Justin! – Gritei mas sem sucesso ele deixou o salão sem olhar para trás.

– Filha vem, os pais do Cody querem te conhecer! – Ela segurou eu braço.

3 horas de pura chatice, meu pesadelo havia se tornado real. Conheci seus pais, fiz uma pequena entrevista com a mulher que estava com Justin, ou melhor, a mãe dele, Cody me deu um lindo anel e fizemos um lindo papel na frente de todos. Convencemos todos naquele salão que estavamos super apaixonados e tenho que admiti, Cody e eu dariamos belos atores para papéis principais em filmes românticos. Enquanto isso tudo acontecia, meus pensamentos não saiam de Justin, eu queria fugir e ir atrás dele, mais esperei até o fim daquilo tudo que apesar de ter durado aproximadamente 4 horas, pareciam décadas que se passavam rastejando. Terminamos de se despedir dos convidados e subimos para os nossos quartos Entrei no quarto retirando os sapatos e as jóias. Entrei no closet e demorei um tempão até conseguir tirar aquele vestido, peguei outro mais simples, e peguei também uma bolsa, coloquei meu celular, óculos e um casaco com capuz, uma das coisas mais uteis para mim. Peguei o sapato que estava atrás da porta, tranquei a mesma e silenciei meus paços pelo corredor que parecia destacar até mesmo o volume da minha respiração. Quando cheguei na garagem submersa do Ryan, peguei o primeiro carro e sai dali pelos fundos, aonde o pessoal do buffet e da decoração estavam saindo. Não foi difícil, eu só me misturei com eles e sai normalmente. Pensei em ir em vários lugares durante o caminho, mas resolvi ir direto a sua casa. Estacionei o carro de qualquer jeito na frente de uma casa vizinha a do Justin. Desci do carro nervosa, oque eu faria? batia na porta? entrava de uma vez? e se a mãe dele, cujo eu esqueci o nome estivesse ai? resolvi entrar. As únicas luzes que estavam acesas eram as da cozinha, fechei a porta sem fazer barulho e caminhei até o corredor, fui até seu quarto aonde a porta estava apenas encostada então resolvi entrar. As roupas de Justin estavam jogadas no chão, formando um caminho até...
CONTINUA
Ois, me desculpem, eu disse que ia postar 1 dia sim e outro não, mas acabou não dando muito certo por que eu virei adm de uma página do fb aonde tem que postar diariamente, e se não postar acumula e tem que postar depois, enfim, eu acabei deixando acumular e estava postando até agora pouco. Espero que gostem desse capítulo, sorry se tiver algum erro ou slá, oque será que o Justin tá aprontando? comentem ai e divulguem se poderem, bjx :3







7 comentários:

  1. Continua ta perfeito amore omg continua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está gostando, obg por acompanhar, amanhã capítulo novo p vcs ;))

      Excluir
  2. cooontinuua *--* @Martinscelly

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. ainda bem que gostou, continuarei amanhã <33

      Excluir
  4. oi leitora nova :D e to amando a IB continua flor que to muito ansiosa :D

    ResponderExcluir